Novidades

SERVIÇO DE INCINERAÇÃO COMO NEGÓCIO

A Luftech auxilia empreendedores a constituírem e planejarem empresas de prestação de serviços em tratamento térmico de resíduos. Veja aqui mais informações sobre o assunto!

A grande deficiência na gestão de resíduos no Brasil abre oportunidades de novos negócios com resíduos hospitalares e industriais. Em todo o país estão surgindo prestadores de serviços nessa área, atendendo a essa demanda que está longe de ser suprida.

Assim, a solução para um grande problema ambiental, que está aparecendo nos poços e torneiras das casas, na disseminação de doenças nas vilas, na contaminação química de solos e na morte de animais silvestres é hoje uma boa oportunidade de negócios. Segundo o IBGE (2000), apenas 14% dos resíduos hospitalares são devidamente tratados no Brasil. A maior parte ainda segue para lixões e aterros, gerando diversas formas de contaminação e poluição.

O novo impulso no tratamento de resíduos de saúde é dado pelas novas resoluções editadas pelo Conama (358/2005) e Anvisa (306/2004), que exigem o tratamento desses resíduos, e recomendam não se instalar incineradores em hospitais. Essas normas regulam o destino dos Resíduos Sólidos de Serviços da Saúde (RSSS), proibindo a disposição em aterro sanitário sem tratamento prévio. As multas para instituições que não atendem a essas resoluções varia de R$ 2.000,00 a R$ 1.000.000,00. Devido aos custos de um equipamento devidamente licenciado, os custos de operação e à restrição quanto à implantação de incineradores em hospitais a maior parte dos hospitais prefere contratar prestadores de serviços para fazerem desde o Plano de Gerenciamento de Resíduos, fornecimento de embalagens, recolhimento, até a incineração e aterro das cinzas.

A Resolução RDC 306/2004 da Anvisa ordena a segregação dos resíduos de serviços da saúde (de hospitais, universidades, consultórios, ambulatórios, farmácias, laboratórios, …) em diversas classes, e cada uma tem um destino definido. Alguns resíduos têm como opção de tratamento obrigatória a incineração, sendo que esta pode ser utilizada para quase todos os resíduos, melhorando a relação de custo com o aumento da escala.

Há outras formas de tratamento, como autoclave e microondas, que servem para algumas classes de resíduos, e que realizam a esterilização prévia à incineração ou ao aterro industrial Classe II. O incinerador Luftech consome menos energia elétrica do que autoclaves ou microondas, não utiliza combustível auxiliar, e reduz a quantidade de resíduo a ser colocado em aterro em 98%. É importante lembrar que a autoclave e o microondas eliminam apenas a contaminação biológica do resíduo, permanecendo contaminantes químicos e físicos que são encaminhados ao aterro, sem eliminar o risco de contaminar a água e o ar.

A estrutura montada para atender ao mercado de resíduos da saúde pode atender também a resíduos industriais.

Como começar uma empresa de tratamento de resíduos?

Inicialmente analisar a situação de sua região, qual a solução adotada pelos estabelecimentos de saúde, quais os prestadores de serviços eventualmente já existentes, e qual o interesse na nova solução oferecida. Identificar uma área com localização fora da cidade, mas de fácil acesso. Verificar se nesta área é permitido instalar um incinerador, de acordo com o Plano Diretor do município. Encaminhar pedido de Licença Prévia ao órgão ambiental, e planejar a seqüência e forma de aquisição da infra-estrutura necessária.

Planta exemplar de uma usina (meramente ilustrativo!): CLIQUE AQUI.

Custos de montagem de uma prestadora de serviços:

– Terreno

– Pavilhão

– Escritório

– Incinerador

– Lavador de gases

– Veículos administrativo e coleta de resíduos

– Licenciamento

Alternativas de compra dos equipamentos:

1. FINAME: a compra através do Finame exige 20% do valor do equipamento de adiantamento, e dá um ano de carência para início de pagamento. O parcelamento é de quatro anos, em média, com a Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP), mais 1% / ano de remuneração do BNDES e remuneração da Instituição Financeira Credenciada. Consulte os bancos oficiais de sua região para verificar a existência de linhas de crédito próprias para atender empreendimentos ambientais.

2. Financiamento direto: exige entrada de 30% com 4 parcelas mensais.

3. Financiamento pelo banco do cliente.

Modelo de Negócio: 

– Um sistema de incineração RGL 600 SE – 200kg/h

– Custo de manutenção: 5 – 10% do faturamento

– Valor cobrado em média por kg de lixo hospitalar: R$ 2,50 a R$ 5,00 (dependente da concorrência)

– Faturamento anual (200 kg/h, 16 h/dia, 250 dias/ano, R$ 2,50/kg): R$ 2.000.000,00