Incineração

POR QUE É INTERESSANTE INCINERAR?

Muito se tem condenado a prática da incineração, apesar de constar na legislação federal sua utilização como forma de tratamento. Com o novo marco regulatório do saneamento básico, inclui-se a preocupação com a questão dos resíduos sólidos e com o desaparecimento dos lixões e diminuição dos aterros sanitários. A Política Nacional dos Resíduos Sólidos e o Marco Regulatório preveem em seus artigos que devemos não gerar resíduos. Precisamos reutilizá-los, reciclá-los ou tratá-los de forma ambientalmente correta; utilizando a incineração como uma forma de tratamento. As pessoas que fazem o contrário disso, estão crendo em uma atividade de destruição, pois causa muita poluição com os gases gerados!

Aqui cabe uma pergunta: De que tipo de resíduos estamos falando?

Urbano (resíduos domiciliares)? Industrial? De varrição? Comercial? De estabelecimentos de saúde? Podemos fazer a reutilização e reciclagem de todos eles? Podemos não os gerar? Com certeza, sim. E o restante?

O que estão fazendo os países mais desenvolvidos do planeta? Eles fazem uma coleta seletiva intensa, para que se possa dar valor aos resíduos domiciliares e os reciclam (30-35%) do seu total, compostagem com a parte orgânica e o restante é incinerado para a geração de energia elétrica ou térmica! De uma maneira positiva, podemos pensar na incineração como uma forma de gerar energia. Avaliando assim, os Europeus têm um controle rígido e a incineração é realizada com tecnologia avançada no tratamento dos gases! Os resíduos dos estabelecimentos de saúde são incinerados. Os industriais, desde que possível, também. E os orgânicos, compostados. Os resíduos do comércio são reciclados em sua maioria!
Aqui devemos mencionar que em alguns estados brasileiros os resíduos da saúde são separados inadequadamente no gerador, indo junto e misturado: remédios, sprays, partes anatômicas. Tudo isso para autoclaves, que tratam apenas os biológicos. Sendo que depois, é permitido colocar em aterros classe II, local onde é apropriado para que os resíduos sejam depositados juntos aos solos sem que prejudiquem o meio ambiente e a saúde. Com isso, refletimos: onde fica a teoria da precaução, que é um dos mandamentos na área ambiental? O que essas autoclaves liberam de gases? Não temos estudos, ou melhor, temos, mas as pessoas aceitam essa poluição do nosso freático para não autorizar uma incineração bem realizada!

Alguns dizem: “A incineração vai tirar o sustento dos desafortunados”!

Alguém já foi num lixão ou no local onde eles fazem a separação, para ver as condições sub-humanas onde trabalham? Por que não utilizar essa mão-de-obra para fazer uma coleta seletiva bem-feita? Com eles tendo um salário pago pela empresa que faz a coleta, possuindo EPI’s, transporte apropriado, fazendo com que tenham um trabalho mais digno e salubre.

A Luftech vem há anos desenvolvendo tecnologia de incineração, através de parcerias com Universidades brasileiras, consultores seniores da Alemanha e também com seus clientes, que aceitam uma melhoria tecnológica nos seus equipamentos!

Nossa tecnologia apresenta algumas vantagens, tais como:

Atende a legislação federal, Resolução Conama 316/02;

Aplica o processo de gaseificação (pirólise parcial para geração do gás) e combustão desse gás no mesmo sistema;

Baixíssimo uso de combustível, dependendo do resíduo;

Tratamento dos gases de forma eficiente, não necessitando de nenhuma obra civil para implantá-lo;

Pode ser acoplado turbina e gerador de energia elétrica;

Pode gerar conforto térmico através de processo termodinâmico de absorção;

Oxidação dos metais, sendo que os mesmos se depositam nas cinzas;

Por que então, não incinerar?

A Luftech pode fornecer todo o projeto e equipamentos para solucionar este problema. Consulte-nos!!!

Ficou interessado em nossos produtos?

Entre em contato conosco

Email enviado pelo site

10 + 14 =

Abrir conversa